Data do evento:
Quarta, 11 de Agosto, 10:00 a Sexta, 13 de Agosto de 2004, 18:00

Local:
SESC - Araraquara, Rua Castro Alves, nº 1315 - Quitandinha
Biblioteca Municipal Mário de Andrade - Rua Carlos Gomes, nº 1729 - Centro

Ao longo dos últimos anos a indústria brasileira conheceu várias transformações, de grande impacto. Em meio à crise mais longa da economia brasileira, a indústria conheceu ainda os efeitos de uma ampla abertura econômica e de uma pronunciada valorização cambial.

O tecido industrial brasileiro respondeu a estes desafios tão críticos com uma multiplicidade de estratégias. Se num primeiro momento as empresas tiveram que adotar posturas essencialmente defensivas, posteriormente elas foram construindo novos caminhos. Tendo enxugado as suas operações e, em muitos casos, reduzido as suas atividades industriais, elas puderam preparar-se para posturas mais consistentes e ações mais abrangentes. A resposta exportadora dos últimos anos constitui um exemplo deste novo posicionamento.

A inovação está no centro destas novas estratégias e iniciativas das empresas. Setorialmente, ela possui formas e intensidades muito diferentes. Numa abordagem convencional, a inovação é um fenômeno característico de setores avançados, ligados a produtos com grande densidade científica e tecnológica. Na realidade, a inovação representa um fenômeno de grande amplitude e abarca todas as atividades econômicas. Se a sua intensidade variável, nem por isso o seu papel é menos importante nos setores com intensidade tecnológica mais modesta.

Qual é o papel da inovação nos diferentes setores de atividade econômica? Que importância pode ter a inovação para o reforço da competitividade da economia brasileira e para relançar o crescimento e o desenvolvimento? Podem as políticas públicas, e em especial a Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior, ajudar a promover a inovação e a distribuição dos seus resultados de forma socialmente mais equânime?

Estas são as questões centrais do V Seminário de Economia Industrial, promovido pelo GEEIN – Grupo de Estudos em Economia Industrial.

O V Seminário de Economia Industrial tem como intuito reunir, para apreciação, discussão e aprofundamento, as contribuições de um grupo de pesquisadores que vêm desenvolvendo trabalhos em áreas ligadas à Economia Industrial e às Políticas de Ciência, Teconologia e Inovação (C,T & I).

O evento apresentará os resultados do projeto “Diretório da Pesquisa Privada” que realizou um mapeamento das estratégias de inovação em diversos setores brasileiros.

Os setores apresentados no seminário serão:

Empresas de Base Tecnológica

Produtores de produtos agroindustriais, Insumidores do complexo agroindustrial, Complexo metalmecânico, Complexo eletroeletrônico, Indústrias tradicionais de bens de consumo, Química e farmacêutica, Biotecnologia e Tecnologia em

O V Seminário destina-se também a apresentar e discutir resultados das pesquisas promovidas pelo GEEIN, em colaboração com diferentes instituições, formadoras de uma rede de colaboração: UFSCar, UNICAMP, UFRJ, USP (Escola Politécnica e FEA-RP), além de organismos públicos como FINEP e MCT.

O Seminário objetiva submeter os resultados destas pesquisas à apreciação de membros da comunidade acadêmica e ao público interessado. Representa, ademais, uma oportunidade para pesquisadores jovens apresentarem os seus trabalhos no Seminário de Iniciação Científica.