Data do evento:
Quarta, 12 de Agosto, 08:00 a Sexta, 14 de Agosto de 2015, 18:00

XVI SEI: Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Sustentado no Brasil

Em várias nações, os esforços voltados à inovação vêm se traduzindo em sucesso não apenas em termos de resultados favoráveis em patentes depositadas/outorgadas, produção científica, qualificação da mão de obra, etc, mas, principalmente, no desempenho competitivo internacional das empresas.

O Brasil acompanhou parcialmente esse processo. Mesmo que os gastos da P&D como proporção do PIB tenham se expandido nos anos 2000, o país avançou menos que os seus principais concorrentes e não tem alcançado resultados igualmente satisfatórios. Há, no entanto, um agravante: os esforços públicos não parecem incitar de forma significativa o capital privado à inovação tecnológica.

O XVI SEI teve como fio condutor um conjunto de temas - alguns deles presentes na agenda de discussão e na produção científica do Grupo - que visou apresentar ao debate alguma das questões para avaliar e propor políticas amplas e específicas de C&T e P&D&I que promovam mudanças positivas no cenário atual. O XVI SEI convidou diferentes profissionais, em diferentes fases de formação, a participar e aprofundar os seus conhecimentos em temas selecionados. Reunindo por três dias especialistas acadêmicos e profissionais dos setores público e privado que convivem com estes temas e questões em suas atividades profissionais, o Seminário se propôs a construir uma avaliação consistente desse tema e incorporar novos temas de investigação e de orientação das políticas para a promoção do desenvolvimento científico, tecnológico e da inovação.
Desse princípio resultaram os seguintes temas balizadores para o XVI SEI, que estão sintetizados na programação das sessões e conferências previstas no Seminário:

- Programas e Políticas Brasileiros para Energia;

- Estratégias Tecnológicas e de Inovação;

- Políticas Industriais e de C,T&I; - Universidades, ICTs e Empresas;

- Setores e Instituições Portadores de Futuro;

- Indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação;

Cada um desses tópicos foi tratado em uma sessão específica. Adicionalmente, a tradicional conferência de abertura, que ocorre na noite do primeiro dia do SEI, nesta edição proferida pelo Dr. Pedro Wongtschowski, presidente do CNPEM, IEDI e do Grupo Ultra, sobre o tema: O papel da Ciência e Tecnologia no Desenvolvimento Brasileiro. Além de motivo de várias pesquisas em andamento por membros e colaboradores do GEEIN, é inquestionável a importância do ambiente C&T&I e, em especial, o arcabouço financeiro para Políticas Industriais e de C,T&I, crescimento e desenvolvimento econômicos, temas instigadores do SEI.

O XVI SEI fez um balanço dos temas e questões acima, reapresentados para debates a partir das pesquisas desenvolvidas pelos autores, cujos trabalhos foram apreciados por outros pesquisadores. Como tradicionalmente acontece, concomitantemente ao SEI realizamos o Seminário de Jovens Pesquisadores. No início das manhãs de cada um dos três de Seminário foram apresentados os resultados de pesquisas científica, desenvolvidos por jovens pesquisadores do GEEIN e de outras instituições do país.

SOBRE O SEMINÁRIO DE JOVENS PESQUISADORES

O Seminário de Jovens Pesquisadores, promovido pelo Grupo de Estudos em Economia Industrial (GEEIN) teve por objetivo reunir estudantes de Graduação e Pós-Graduação das Universidades e Institutos de Pesquisa que realizam pesquisa científica na área de Economia Industrial e afins.

Em 2015, os trabalhos inscritos, foram de jovens pesquisadores vinculados a 22 instituições, 15 cidades distintas e 7 Estados do país. Esses trabalhos foram expostos ao público nas sessões do Seminário de Jovens Pesquisadores (realizadas das 8h às 10h) que antecederam as sessões plenárias dos três dias de trabalho (12,13 e 14/08/15) do XVI Seminário de Economia Industrial (SEI).

Dos trabalhos apresentados nas nove sessões de apresentação foram selecionados 11 trabalhos para uma reapresentação da tarde do último dia do evento. Em 2015 o Seminário de Jovens Pesquisadores distribuiu três prêmios: Mérito Científico, Relevância das Informações e Menção Honrosa.

A coordenação do evento e a Comissão Julgadora acreditam que esta proposta seja capaz de estabelecer não apenas diretrizes consistentes à pesquisa dos nossos jovens pesquisadores, mas, principalmente, ao incentivar a produção acadêmica, contribuir para uma sólida e formação dos nossos futuros profissionais.

Relação dos Premiados: 

De acordo com os critérios e a avaliação da comissão julgadora, a premiação foi feita da seguinte forma:

Mérito Científico:

Rodrigo Cintra Pires (USP/FEA)

Sidnei de Caria Junior (Unesp/FCLAr)

Vanessa Zucco (UFSM)

Relevância das Informações:

Caroline Giusti de Araújo (UFSC-Sorocaba)

Caroline Miranda Brandão (UFSC-Sorocaba)

Menção Honrosa:

Daniela Fernanda Yamane (IE/Unicamp)

Hugo Carcanholo Iasco Pereira (UFPR)

Júlio Vicente Cateia (UFSM)

Kleber Alves da Silva Franculino (Unesp/FCLAr)

Rafael Pastre (CEDE/IE – Unicamp)

Vanessa Moraes Lugli (IE/Unicamp)

Comissão Julgadora: Prof. Dr. José Eduardo de Salles Roselino Júnior (UFSCAR); Prof. Dr. José Ricardo Fucidji (GEEIN e FCLAr/UNESP) ;Prof. Dr. Rogério Gomes (GEEIN e FCLAr/ UNESP); Profa. Dra. Tatiana Massaroli de Melo (GEEIN e FCLAr/UNESP) ; Ms. Celso Pereira Neris Junior (Unicamp); Dr. Eduardo Muniz Pereira Urias (UNU-MERIT); Ms. Lúcia Regina Centurião (GEEIN e FCLAr/ UNESP); Ms. Luis Gustavo Baricelo (USP-Esalq); Ms. Milene Simone Tessarin (FEA-USP); Ms. Paulo César Morceiro (FEA-USP); Ms. Vinicius Cardoso de Barros Fornari (Unicamp)