Desempenho Inovativo e Políticas de Apoio ao Esforço Empresarial de Inovação no Brasil

Embora exista uma série de políticas e programas de apoio à inovação no Brasil, observa-se que a demanda empresarial por recursos para inovação é reduzida.

Sexta, 1 de Dezembro de 2017 13:55

A pesquisa é coordenada pelos professores Doutor Mario Luiz Possas, Professor Emérito no Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE – UFRJ) e colaborar do Programa de Pós Graduação em economia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (FCL-Ar/UNESP) e pelo Doutor Eduardo Strachman, Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2, Professor na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) e pesquisador do GEEIN.

Esta pesquisa parte da premissa que, embora exista uma série de políticas e programas de apoio à inovação no Brasil, observa-se que a demanda empresarial por recursos para inovação é reduzida. Este baixo desempenho inovativo resulta na fraca presença do Brasil no mercado internacional, sobretudo nos setores de alto conteúdo tecnológico. Assim, o objetivo principal da pesquisa é compreender as causas do baixo dinamismo inovativo da indústria brasileira, a partir de indicadores de inovação para o Brasil e um conjunto de países selecionados. Pretende-se, com a construção destes indicadores, obter uma medida do hiato tecnológico entre o Brasil e estas economias e a partir daí avaliar a eficácia das políticas voltadas a inovação no Brasil.

Mario Luiz Possas - Pesquisador Responsável
Associado 20 01/05/2017 a 30/04/2019
Instituto de Economia/IE/UFRJ

Eduardo Strachman - Pesquisador
Responsável 30 01/05/2017 a 30/04/2019
Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara/FCLAR/UNESP

Enéas Gonçalves de Carvalho - Pesquisador
Associado 30 01/05/2017 a 30/04/2019
Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara/FCLAR/UNESP

Paulo Cesar Brigante - Pesquisador
Associado 30 01/05/2017 a 30/04/2019
Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara/FCLAR/UNESP