Crise financeira: o caso japonês